21.8.06

Cogitações

A vida é mesmo uma caixinha de surpresas. Por mais que tentemos planear, definir objectivos e um rumo, há sempre situações e acontecimentos inesperados que nos fazem trilhar outros caminhos, agir de forma completamente diferente à que pensamos, ponderar ou abraçar novos projectos. Não interessa ter um plano B, pois perante a situação em causa pode nem ser minimamente exequível.
.
.
Além disso, há situações em que nós próprios nos mostramos predispostos em arriscar, abrimos uma porta, para combater algum do conformismo em que nos envolvemos, em busca da estabilidade que ambicionamos. Apesar de parecer um contra-senso, esta dissonância cognitiva explica-nos o porquê da emoção e da razão nem sempre estarem em sintonia... e quando isso acontece, a coisa complica-se. Uma coisa é certa, na vida tudo muda....até a surda muda.

4 comentários:

Miguel disse...

Viver um dia de cada vez ...!
Planear a curtissimo prazo!

Bjks da Matilde

Cruzeiro disse...

A vida vai-nos ensinando que não vale a pena fazer grandes planos, pois a todo o momento eles podem ser alterados.
Como diz o Miquel, o melhor é viver um dia de cada vez...

Romeu disse...

Verdade seja dita, a vida também não teria nenhuma piada se tudo fosse previsível ou resolúvel. A felicidade não está naquilo que é fácil, mas no difícil.

Cruzeiro disse...

Caro Romeu, a felicidade depende sempre daquilo que cada um de nós procura, pode estar mesmo ao nosso lado e nós nem dar-mos por ela...