19.1.08

Devir

Mesmo sendo apelidado de obscuro, já Heráclito o dizia, referindo-se ao devir como a perenidade de algo ou alguém. Esta mudança constante faz parte da vida. O que hoje é verdade, amanhã é mentira. Na vida tudo muda...até a "surda muda". Um futuro risonho "há devir", ou não fosse esta a dialética da vida. After all, the sun is shining.

5 comentários:

nuvem disse...

A única constante na vida é a mudança.

Beijo

Romeu disse...

Concordo, embora Arquimedes (3,1415...), Pitágoras (1,4142...), Feigenbaum (4,669...) entre muitos outros nos tenham provado o contrário.

Kiss

Anónimo disse...

Tanta filosofia ......

Romeu disse...

Na Filosofia não há constantes, só na Matemática.

nuvem disse...

Mesmo na matemática, a um nível mais complexo, sabemos que nada é absolutamente exacto... Digo eu que sou das letras :)

Beijo